Unesp de Araraquara – SP abre vaga para Docente na Faculdade de Odontologia

Unesp de Araraquara - SP abre vaga para Docente na Faculdade de Odontologia

Com o objetivo de prover uma vaga de Professor Substituto, referência MS-2, na Faculdade de Odontologia do campus de Araraquara, a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) lançou o edital de abertura do concurso público 002/2014.

A jornada de trabalho será de 12h semanais, com atuação nas disciplinas de Métodos Diagnósticos, Diagnóstico Bucal I e II e Estomatologia do Departamento de Diagnóstico e Cirurgia. O salário será de R$ 1.138,28, mas caso tenha título de doutor, receberá R$ 1.592,11.

O contrato será firmado em regime celetista e os interessados devem possuir mestrado na área e realizar inscrição de 17 a 21 de janeiro de 2014, das 8h às 11h e das 14h às 17h, na Seção Técnica de Comunicações (rua Humaitá, nº. 1.680, Centro, 5º andar), mediante entrega de documentos listados em edital.

Haverá análise curricular e prova didática para todos, conforme detalhamento em edital.

A validade do certame é de seis meses, contada de sua homologação. Para mais detalhes consulte o edital em nosso site, logo abaixo.

Fonte: www.imprensaoficial.com.br.

Chiclete pode ajudar na saúde dos dentes

Diante da necessidade de produtos complementares de fácil utilização para prevenção de cáries, pesquisadores desenvolveram uma goma de mascar com micro-organismos probióticos microencapsulados que apresentam atividade anticariogênica.

O projeto foi objeto da tese de doutoramento da pesquisadora Nadiége Dourado Pauly-Silveira, orientada pelo professor Elizeu Antonio Rossi, pelo programa de pós-graduação em Alimentos e Nutrição da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da Unesp, em Araraquara (SP).

Atualmente, encontram-se disponíveis no mercado gomas de mascar não cariogênicas, isto é, sem adição de açúcares, mas não anticariogênicas, como se apresenta a nova tecnologia. Segundo Rossi, “o diferencial é que as gomas que não possuem açúcar simplesmente não contribuem para o desenvolvimento da cárie, uma vez que os carboidratos são substratos para as bactérias causadoras da cárie”. O professor explica: “o nosso produto combate a principal bactéria causadora da cárie: o Streptococcus mutans”. Vale destacar que, a goma desenvolvida pelos pesquisadores da FCF também não contém açúcares.

De acordo com Nielsen Brasil, o mercado brasileiro de goma de mascar apresentou crescimento de 7% em 2008, movimentando um valor aproximado de U$ 1,3 bilhão, devendo atingindo um valor superior a U$ 1,5 bilhão em 2013. O produto é destinado para as crianças que ainda apresentam dentição não permanente e também aos pré-adolescentes e adolescentes, os quais representam o principal segmento consumidor de gomas de mascar, porém, existe uma expectativa de aumento de consumidores adultos com o surgimento no mercado de um produto com alegação funcional, ou seja, com capacidade de inibir o desenvolvimento da cárie dental.

Qualquer indústria produtora de goma de mascar poderia fabricar o produto anticariogênico, uma vez que o micro-organismo microencapsulado entraria apenas como mais um ingrediente da formulação. Portanto, teoricamente não haveria a necessidade de grande reformulação no processo de produção.

A tecnologia já passou por alguns testes e foi possível constar que a goma ao ser mastigada libera a cepa probiótica na saliva do consumidor. “Verificamos, ´in vitro’, que essa cepa probiótica foi capaz de inibir o desenvolvimento do S. mutans. Foi também verificado que não existe diferença sensorial entre a goma adicionada da cepa probiótica e a convencional”, explica Rossi.

O pedido de patente da tecnologia foi depositado pela Agência Unesp de Inovação (Auin). “Nossa expectativa é que essa proposta seja incorporada por alguma empresa da área farmacêutica ou mesmo de alimentos e que possa ser colocada no mercado”, completa o professor Rossi em relação às expectativas da equipe para o invento.

Fonte: Unesp

Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto tem bolsa de pós-doutorado em periodontia

Estão abertas as inscrições para seleção de um bolsista de pós-doutorado  para o Programa de Pós-Graduação em Periodontia da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP) da USP.

O início das atividades está previsto para 10 de março e a bolsa tem valor mensal de R$ 4.100.

Entre os critérios para participar, é preciso ter título de doutor, obtido em cursos avaliados pela CAPES e reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação, ser formado nas áreas de Odontologia, Ciências Biológicas ou Biotecnologia e ter domínio da língua inglesa.

Interessados devem ser inscrever até 14 de fevereiro na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Periodontia, no prédio da FORP, localizado no câmpus da USP de Ribeirão Preto, na Avenida do Café s/n.

A seleção será por análise curricular e entrevista com os candidatos. O edital está disponível no site.

Mais informações: (16) 3602-3980.

Tratamentos de cancer podem provocar efeitos colaterais e deixar a boca mais sensível

Apesar de importantes para o tratamento do câncer, a quimioterapia e a radioterapia podem desencadear alguns sintomas que, quando não tratados, prejudicam a saúde da boca e, até mesmo, o tratamento da doença. Cada pessoa reage de maneira diferente à quimioterapia e à radioterapia, mas alguns efeitos colaterais são mais comuns, como o aumento da sensibilidade da gengiva, dos dentes e da mucosa.

Entre as queixas mais frequentes estão a perda de paladar e o surgimento de mucosite (feridas), xerostomia (boca seca), candidose (infecção por fungos popularmente conhecida como sapinho) e cárie de radiação. Estes sintomas podem ser temporários ou permanentes, dependendo do local e tipo de tumor, assim como da dose das medicações utilizadas.

É importante destacar que é possível prevenir e controlar estes problemas, e a principal ferramenta para isto é a manutenção rigorosa da higiene bucal. O paciente também precisa de cuidados odontológicos antes, durante e após o tratamento.

De acordo com o  cirurgião-dentista e diretor do ambulatório de Odontologia do HSPE (Hospital do Servidor Público Estadual) Cassiano Silveira consultas periódicas com o dentista são sempre essenciais.

— No caso do paciente oncológico, essa necessidade se acentua ainda mais. Estas pessoas deverão receber cuidados odontológicos especiais por toda a vida.

Veja algumas regras essenciais para a manutenção da saúde bucal dos pacientes em tratamentos com quimioterapia e radioterapia:

— Cuide detalhadamente da higiene, passando fio dental e escovando cuidadosamente os dentes, gengiva e língua após as refeições. Neste processo, indica-se o uso de escovas com cerdas macias e creme dental com flúor;

— Quem faz uso de dentaduras deve certificar-se de que o aparelho está bem ajustado à boca e não causando feridas. Ela deve ser limpa diariamente, com auxílio de uma escova de dente. Se possível, diminua o tempo de uso do objeto; nos momentos em que não estiver sendo utilizada, mantenha a dentadura seca ou submersa em água misturada a uma colher de café de água sanitária;

— Mantenha a boca úmida. Além de beber água frequentemente, mascar chicletes sem açúcar e utilizar saliva artificial podem ajudar;

—  Evite o uso de enxaguantes bucais com álcool e de palitos de dente;

— Não consuma bebidas alcoólicas ou produtos derivados do tabaco (cigarro, charuto, cachimbo e fumo para mascar);

— Consulte um dentista regularmente.

 

http://www.tribunahoje.com

Prêmio Crosp de Jornalismo recebe inscrições até 28 de fevereiro

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp) está com inscrições abertas, até 28 de fevereiro, para a segunda edição do Prêmio Crosp de Jornalismo. Profissionais da imprensa que queiram participar devem enviar trabalhos jornalísticos na forma de artigos, reportagens, fotos ou criações gráficas respeitando o tema “Saúde Bucal”. A ideia é que, com essa iniciativa, mais matérias sobre o tema sejam produzidas, e que com isso, mais pessoas tenham conhecimento sobre o assunto.


O Crosp estabeleceu quatro categorias de premiação: jornalismo, reportagem, mídia especializada e Grande Prêmio Crosp Cidadão. Ao todo, serão distribuídos R$ 100 mil em prêmios na cerimônia que será realizada no mês de abril.

Para serem elegíveis, os trabalhos devem ter sido veiculados no período de 21 de abril de 2013 a 28 de fevereiro de 2014. Não serão aceitos trabalhos considerados ensaios de imagem, efeitos especiais ou aqueles de importância meramente técnica ou artística.

O julgamento dos trabalhos será realizado por duas comissões. Primeiramente, a Comissão de Seleção selecionará os cinco melhores de cada categoria, sendo que os finalistas serão os que receberem as maiores notas. Na segunda fase, a Comissão de Premiação apontará, entre os finalistas, o vencedor de cada categoria.

As inscrições e o envio do material devem ser feitos pelo site do Crospwww.crosp.org.br/premiojornalismo e cada participante poderá inscrever o máximo de cinco trabalhos.

O regulamento completo e mais informações podem ser conferidos emwww.crosp.org.br/noticias/exibir/?id=375.

Agência FAPESP

Implante dentário com Carga Imediata reduz o tempo de tratamento e maximiza conforto ao paciente

Veneer Cosmetic Sedation Dentist Bolingbrook IL

A pressa do dia a dia acaba se tornando um grande inimigo para o homem moderno. Se adequar às exigências do mercado de trabalho, cumprir com as responsabilidades familiares e manter as convenções sociais são algumas das tarefas que competem a qualquer indivíduo no momento atual. É uma corrida que muitas vezes culmina no esquecimento com a própria saúde.

Pensando nessa dinâmica de vida, na qual tempo é uma palavra escassa, ciência e tecnologia têm evoluído significativamente para preencher as necessidades do homem de forma eficaz e ágil. É assim na implantodontia, ramo da odontologia que repõe, através de próteses sobre implantes, espaços onde não há mais dentes.

Uma das inovações desse segmento são os implantes dentários com carga imediata, também conhecida por carga rápida ou implante do mesmo dia. A cirurgiã-dentista e especialista em implantodontia Vânia Coutinho explica que “a possibilidade desse resultado rápido é garantida conforme a qualidade e quantidade óssea do paciente que, junto a experiência profissional, propiciam a estabilidade inicial do implante, fator prepoderante para o sucesso. A técnica se aplica a quem perdeu um ou mais dentes”.

Vale ressaltar que, apesar das vantagens e de ser um tratamento muito requisitado no momento, o procedimento exige indicações precisas de acordo com condições específicas e favoráveis, através de um bom diagnóstico.

O método pede que o tempo máximo para o emprego da prótese seja de até 72 horas depois da cirurgia. Para quem tem uma rotina agitada e não dispõe de muito tempo, este é um requisito fundamental na reconquista da saúde oral e do sorriso perfeito.

implante dentário carga imediata Fonte: http://www.revistalis.com.br

Odontologia da USP Ribeirão Preto oferece curso de auditor odontológico

A Fundação Odontológica de Ribeirão Preto (Funorp), ligada à Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (Forp) da USP, está com inscrições abertas para o curso de formação de auditor odontológico. São 12 vagas para a formação que será realizada entre os dias 11 e 15 de março, nas dependências da Forp, em Ribeirão Preto.

O curso é voltado para cirurgiões-dentistas que desejam atuar em operadoras e seguradoras do segmento odontológico. Serão abordados temas como os aspectos éticos e legais do cirurgião-dentista, do auditor e das empresas; a regulamentação do mercado de saúde suplementar no Brasil; a atuação do cirurgião-dentista junto a operadoras; e a elaboração de diretrizes clínicas pela auditoria.

Os interessados devem fazer as inscrições até a primeira semana de março, pelo email:marketing@funorp.com.br. A formação custa R$ 980,00, valor que pode ser dividido em três parcelas. Para mais informações, acesse o site da Funorp.

Fonte: http://www.ribeiraopretoonline.com.br

Flúor é fundamental na proteção dos dentes e prevenção de cáries

O fluoreto — também conhecido como flúor — é um elemento da natureza de origem mineral muito importante para a saúde dos dentes e dos ossos. Presente em alimentos como arroz, soja, espinafre e frutos do mar, assim como em boa parte das fontes de água, ele tem papel fundamental na proteção dos dentes e na prevenção da perda de minerais do esmalte dentário, evitando o desenvolvimento das cáries.

De acordo com o cirurgião-dentista Paulo Frazão, do Centro Colaborador do Ministério da Saúde em Vigilância da Saúde Bucal da USP (Universidade de São Paulo), a cárie é “um processo de desmineralização que ocorre quando bactérias liberam substâncias ácidas que atacam o esmalte do dente”.

Se a perda de mineral do dente é maior do que sua reposição pela saliva, surgem as cáries, que inicialmente aparecem com o aspecto de manchas brancas e opacas; e em estágios mais avançados, sob a forma de cavidades.

O dentista Marco Manfredini, conselheiro do Crosp (Conselho Regional de Odontologia do Estado de São Paulo), explica que “o flúor é capaz de reverter parcialmente esse processo, remineralizando a estrutura do dente e inibindo a formação do biofilme dental, reduzindo o risco de doenças gengivais e formando menos placas bacterianas, o que reduz o risco de cáries”.

Para Frazão, a expansão do uso de fluoretos contribuiu para a redução de cáries na população infanto-juvenil.

— A disponibilização de água e cremes dentais fluoretados para a população brasileira trouxe modificações significativas no perfil epidemiológico da cárie, uma doença muito comum na primeira infância, quando os dentes ainda estão em fase de formação.

Por isso, a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Ministério da Saúde e as entidades odontológicas e de saúde coletiva do Brasil têm endossado o uso do flúor na água de abastecimento público.

Cuidado com o excesso

Como tudo que vem em excesso faz mal, vale frisar que o flúor só agrega benefícios às pessoas se administrado corretamente, em uma quantidade que não ultrapasse os níveis de concentração indicados.

Segundo o guia de recomendações para o uso de fluoretos no Brasil, elaborado pelo Ministério da Saúde, a concentração de flúor adicionada às pastas de dente, usualmente em torno de 1.100 a 1.500 ppm, “tem, comprovadamente, efeito sobre a prevalência e gravidade da cárie em populações”.

Crianças de até cinco anos de idade, no entanto, devem ser supervisionadas pelos pais na hora da escovação para evitar a ingestão de creme dental e reduzir o risco de fluorose dentária.

— É incorreta a ideia de que quanto mais flúor, melhor, pois há padrões para utilização desse composto. Se durante o período da formação do dente a criança for exposta a uma quantidade excessiva de flúor, pode desenvolver fluorose. Um dos sinais característicos da fluorose é o aparecimento de pequenas manchas brancas nos dentes.

Segundo Manfredini, “as pastas de dente com concentrações de 1000 ppm de flúor são mais eficazes para a prevenção da cárie dentária do que aquelas com concentrações menores”.

— Colocar o creme dental no sentido transversal da escova de dente, e não no longitudinal é uma dica para que a quantidade de pasta não seja excessiva. O ideal é que a quantidade colocada não ultrapasse o tamanho de um grão de ervilha.

 

fonte: http://www.tribunahoje.com

Qual a fórmula para um sorriso perfeito

Dentes alinhados, brancos, gengiva clara e sem aparecer muito. Parece que essa é a fórmula para o sorriso perfeito. Mas nem sempre um sorriso que funciona para uma pessoa, funciona para outra. “Existem proporções e medidas que usamos como referência, mas não são uma fórmula única para todos”.

O profissional explica, por exemplo, que nem sempre dentes muito brancos ficam bem. “A cor do dente deve acompanhar a idade e o tom de pele”, afirma. Para ver qual tratamento funciona para harmonizar o sorriso com o rosto, é preciso procurar um profissional.

 

Medida certa 
Segundo Nicholas Davis, autor de um estudo sobre o assunto, realizado nos Estados Unidos, a maioria dos sorrisos bonitos e naturais não é necessariamente simétrico e uniforme. Ainda assim, a pesquisa traçou em teoria o que faz com que um sorriso seja perfeito.

 

O sorriso deve ter pelo menos metade da largura da face. Ao imaginar uma linha vertical dividindo o rosto, chamada de linha média, o lado direito e esquerdo dos lábios devem ser simétricos e igualmente carnudos. Enquanto os dentes incisivos superiores devem ser o traço mais marcante do sorriso, os dentes de baixo não podem aparecer muito. Quem também não deve se destacar é a gengiva que precisa ter tom de rosa pálido.

 

Outra referência é a proporção áurea – a largura do dente central deve representar 80% de sua altura. Os sulcos que ligam o nariz aos cantos da boca, o espaço entre os dentes e o formato do rosto também são levados em conta. “Com a odontologia minimamente invasiva é possível mexer na gengiva, aumentar lábios finos mudando a posição dos dentes, dar suporte para a região acima do lábio superior. Tudo para atingir um resultado de simetria e harmonização”.

 

Fonte: http://saude.terra.com.br

Não é preciso escovar os dentes para evitar as cáries

Uma solução de clorexidina pode substituir a escova de dentes na higiene dentária. Se está de férias e se esqueceu da escova de dentes, esta notícia pode ser para si. Um especialista defende que não é preciso escovar os dentes. Mas, espere, esta rosa tem espinhos e é melhor falar baixinho para as crianças não ouvirem.

Um estudo levado a cabo há uns anos conclui que não é preciso usar escova de dentes para conseguir uma higiene dentária e afastar as bactérias. A investigação comparou um grupo que usava escova de dentes com outros que usava clorexidina duas vezes por dia. O estudo durou dois anos, numa pesquisa realizada pelo médico Paul Warren.

A clorexidina, embora descoberta há muitos anos, pode ser adquirida na farmácia mediante receita médica, mas, os investigadores ainda não conseguiram ultrapassar o maior obstáculo: as manchas que provoca nos dentes e que afasta a sua venda em massa.

Mas, desengane-se se pensa que, uma vez ultrapassada a questão das manchas, que as escovas de dentes têm os dias contados. À revista «Veja», Paul Warren afirmou que «os resultados mostraram que mesmo controlando as placas com um elixir, as pessoas ainda gostam de escovar os dentes. A impressão é que as pessoas precisam de sentir o esforço ao escovar os dentes para se sentirem aliviadas». Numa outra pesquisa, os inquiridos elegeram a escova de dentes como a segunda em cinco coisas que levavam para uma ilha deserta.

No futuro, as duas opções de higiene dentária podem completar-se, até porque, explica Warren, «como dentista, fiquei feliz por termos conseguido controlar a formação de bactérias apenas com um elixir, porque a maioria das pessoas passa apenas 46 segundos a escovar os dentes. Todos os nossos estudos mostraram que o tempo médio de escovação é inferior a 50 segundos», ou seja, fique a saber que se «gasta menos que dois minutos a escovar os dentes, não está a fazer uma higienização adequada».

 

fonte: http://www.tvi24.iol.pt