Arquivos da categoria: Sem categoria

Unesp de Araraquara – SP abre vaga para Docente na Faculdade de Odontologia

Google BookmarksEmailCompartilhar/Favoritos

Unesp de Araraquara - SP abre vaga para Docente na Faculdade de Odontologia

Com o objetivo de prover uma vaga de Professor Substituto, referência MS-2, na Faculdade de Odontologia do campus de Araraquara, a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) lançou o edital de abertura do concurso público 002/2014.

A jornada de trabalho será de 12h semanais, com atuação nas disciplinas de Métodos Diagnósticos, Diagnóstico Bucal I e II e Estomatologia do Departamento de Diagnóstico e Cirurgia. O salário será de R$ 1.138,28, mas caso tenha título de doutor, receberá R$ 1.592,11.

O contrato será firmado em regime celetista e os interessados devem possuir mestrado na área e realizar inscrição de 17 a 21 de janeiro de 2014, das 8h às 11h e das 14h às 17h, na Seção Técnica de Comunicações (rua Humaitá, nº. 1.680, Centro, 5º andar), mediante entrega de documentos listados em edital.

Haverá análise curricular e prova didática para todos, conforme detalhamento em edital.

A validade do certame é de seis meses, contada de sua homologação. Para mais detalhes consulte o edital em nosso site, logo abaixo.

Fonte: www.imprensaoficial.com.br.

Tratamentos de cancer podem provocar efeitos colaterais e deixar a boca mais sensível

Apesar de importantes para o tratamento do câncer, a quimioterapia e a radioterapia podem desencadear alguns sintomas que, quando não tratados, prejudicam a saúde da boca e, até mesmo, o tratamento da doença. Cada pessoa reage de maneira diferente à quimioterapia e à radioterapia, mas alguns efeitos colaterais são mais comuns, como o aumento da sensibilidade da gengiva, dos dentes e da mucosa.

Entre as queixas mais frequentes estão a perda de paladar e o surgimento de mucosite (feridas), xerostomia (boca seca), candidose (infecção por fungos popularmente conhecida como sapinho) e cárie de radiação. Estes sintomas podem ser temporários ou permanentes, dependendo do local e tipo de tumor, assim como da dose das medicações utilizadas.

É importante destacar que é possível prevenir e controlar estes problemas, e a principal ferramenta para isto é a manutenção rigorosa da higiene bucal. O paciente também precisa de cuidados odontológicos antes, durante e após o tratamento.

De acordo com o  cirurgião-dentista e diretor do ambulatório de Odontologia do HSPE (Hospital do Servidor Público Estadual) Cassiano Silveira consultas periódicas com o dentista são sempre essenciais.

— No caso do paciente oncológico, essa necessidade se acentua ainda mais. Estas pessoas deverão receber cuidados odontológicos especiais por toda a vida.

Veja algumas regras essenciais para a manutenção da saúde bucal dos pacientes em tratamentos com quimioterapia e radioterapia:

— Cuide detalhadamente da higiene, passando fio dental e escovando cuidadosamente os dentes, gengiva e língua após as refeições. Neste processo, indica-se o uso de escovas com cerdas macias e creme dental com flúor;

— Quem faz uso de dentaduras deve certificar-se de que o aparelho está bem ajustado à boca e não causando feridas. Ela deve ser limpa diariamente, com auxílio de uma escova de dente. Se possível, diminua o tempo de uso do objeto; nos momentos em que não estiver sendo utilizada, mantenha a dentadura seca ou submersa em água misturada a uma colher de café de água sanitária;

— Mantenha a boca úmida. Além de beber água frequentemente, mascar chicletes sem açúcar e utilizar saliva artificial podem ajudar;

—  Evite o uso de enxaguantes bucais com álcool e de palitos de dente;

— Não consuma bebidas alcoólicas ou produtos derivados do tabaco (cigarro, charuto, cachimbo e fumo para mascar);

— Consulte um dentista regularmente.

 

http://www.tribunahoje.com

Brasil está saturado de dentistas

Segundo matéria publicada no portal abril, o país tem 11% dos dentistas do mundo e mercado deve recebe oito mil novos profissionais por ano.
O Brasil possui cerca de 250 mil dentistas, o que corresponde a mais de 11% da fatia global desses profissionais. Não obstante, este número equivale à população de dentistas dos EUA e do Canadá juntas.
A tendência para os próximos anos é que os números aumentem ainda mais. O mercado recebe oito mil novos dentistas por ano; um crescimento de 4% sendo que a população brasileira está chegando à estabilidade, num crescimento de 2% ao ano. Apesar dessa fartura de profissionais no mercado, 16% dos brasileiros nunca foi ao dentista. Segundo o professor Plínio Augusto Rehse Tomaz, há uma “realidade de mercado desfavorável” e que deve ser levada em conta na escolha da carreira dos novos ingressantes.
Do montante total de profissionais, metade tem menos de 40 anos, o que reforça o ensejo do estudo em mostrar o “boom” profissional por que passa a área. O mercado é dominado, sobretudo pelas mulheres: de cada dez dentistas, seis são do sexo feminino. O estudo ainda revelou dados importantes sobre o exercício profissional desenvolvido por esses cirurgiões-dentistas. Mostrou que a especialização ainda é pequena, mais de 70% deles são clínicos-gerais.

Com a oferta excessiva de profissionais no mercado, os dentistas tiveram que lidar com o problema financeiro. Uma vez que a concorrência mostrou-se ferrenha, houve a demanda por mais horas de trabalho em detrimento do valor cobrado pelos procedimentos. 90% dos cirurgiões-dentistas dizem trabalhar mais de 40 horas semanais e 60% deles ganham menos que cinco mil reais por mês, revelou o estudo. Todo esse panorama negativo reflete o número expressivo de profissionais que não escolheriam a odontologia como carreira se o pudessem fazê-lo, eles são 31% do montante total.

Lentes de contato para os dentes

As facetas em porcelana ultrafinas (lentes de contato) são mais uma opção para as pessoas que querem ter um sorriso mais bonito e uniforme. Com elas a estrutura dental é menos desgastada e o paciente não sente dor, já que elas são coladas dos dentes.

As chamadas lentes de contato são um tipo de faceta de porcenana, que tem o diferencial de serem muito finas (0,2mm) e exigir um mínimo desgaste dentário. As facetas comuns exigem ao menos 1mm de desgaste.

As facetas ultra- finas permitem a solução de diversos problemas estéticos nos dentes como manchas e descoloração. Além disso, elas podem fechar espaços entre os dentes, melhorar um sorriso sem o uso de aparelho ortodôntico.

Após o desgaste, o dentista molda os dentes na boca do paciente. O molde segue para um laboratório onde os dentes são esculpidos em porcelana, estando prontas em aproximadamente 7 dias.

As lentes de contato para os dentes possuem uma grande resistência ao desgaste e não sofrem com alterações de cores, deixando o resultado mais natural. Para manter a integridade da faceta, o paciente deve manter sua higiene bucal e tomar cuidado com alimentos muito duros.

Como alternativa às facetas ultra-finas podemos realizar facetas em resina aplicada diretamente sobre o dente (técnica direta).

Sanders do Brasil

A Sanders do Brasil é uma empresa brasileira especializada na fabricação e no desenvolvimento de equipamentos médicos e odontológicos de alta tecnologia. A empresa oferece soluções para a área odontológica e também hospitalar.

Na odontologia estão disponíveis as seguintes opções: compressores, bomba a vácuo, autoclave, fotopolimerizadores, acessórios, fotoclareadores, entre outros. Já na área hospitalar estão lavadoras ultra-sônicas e autoclaves.

A empresa possui revendas autorizadas em todo o país e os interessados em saber os locais que vendem os produtos devem enviar um e-mail para o endereço: vendas@sandersdobrasil.com.br. Além disso, também existe outro e-mail de contato (suporte@sandersdobrasil.com.br) para serviços de assistência técnica.

Contatos da Sanders do Brasil:
Endereço: Av. Sebastião Reginaldo da Cunha, 500 – Santa Rita do Sapucaí – Minas Gerais
Telefone: 35 3473-0056/ 3471-0397/ 3473-0622
E-mail: sanders@sandersdobrasil.com.br
Site: www.sandersdobrasil.com.br/

Direitos específicos do CD

Piso salarial
Setor Privado – Lei nº 3.999, de 15/12/61 (03 salários mínimos).
Obs.: estamos com projeto de lei no Congresso Nacional objetivando atualizar o valor do piso salarial.
Setor Público – não está definido em legislação. Cada estado ou município deve definir o valor por meio de projeto de lei na Assembléia Legislativa.
Carga horária
Setor Privado – Lei nº 3.999, de 15/12/61 (20 horas semanais).
Governo Federal – Portaria nº 2.561, de 6/8/95 (30 horas semanais).
Governo Estadual – Deve ser definida no estado ou município por meio de projeto de lei na Assembléia Legislativa.
Periculosidade
Setor Privado – Portaria nº 3.393, de 17/12/87 (30% sobre o salário-base).
Setor Público – Medida Provisória nº 106, de 14/11/89 (10% sobre o salário-base).
Insalubridade
Setor PrivadoPortaria nº 3.214, de 08/06/78 e NR 15, anexos 13 e 14 (20% a 40%).
Setor Público – Medida Provisória nº 106, de 14/11/89 (10% sobre o salário-base).