Arquivo da tag: boca

Tratamentos de cancer podem provocar efeitos colaterais e deixar a boca mais sensível

Google BookmarksEmailCompartilhar/Favoritos

Apesar de importantes para o tratamento do câncer, a quimioterapia e a radioterapia podem desencadear alguns sintomas que, quando não tratados, prejudicam a saúde da boca e, até mesmo, o tratamento da doença. Cada pessoa reage de maneira diferente à quimioterapia e à radioterapia, mas alguns efeitos colaterais são mais comuns, como o aumento da sensibilidade da gengiva, dos dentes e da mucosa.

Entre as queixas mais frequentes estão a perda de paladar e o surgimento de mucosite (feridas), xerostomia (boca seca), candidose (infecção por fungos popularmente conhecida como sapinho) e cárie de radiação. Estes sintomas podem ser temporários ou permanentes, dependendo do local e tipo de tumor, assim como da dose das medicações utilizadas.

É importante destacar que é possível prevenir e controlar estes problemas, e a principal ferramenta para isto é a manutenção rigorosa da higiene bucal. O paciente também precisa de cuidados odontológicos antes, durante e após o tratamento.

De acordo com o  cirurgião-dentista e diretor do ambulatório de Odontologia do HSPE (Hospital do Servidor Público Estadual) Cassiano Silveira consultas periódicas com o dentista são sempre essenciais.

— No caso do paciente oncológico, essa necessidade se acentua ainda mais. Estas pessoas deverão receber cuidados odontológicos especiais por toda a vida.

Veja algumas regras essenciais para a manutenção da saúde bucal dos pacientes em tratamentos com quimioterapia e radioterapia:

— Cuide detalhadamente da higiene, passando fio dental e escovando cuidadosamente os dentes, gengiva e língua após as refeições. Neste processo, indica-se o uso de escovas com cerdas macias e creme dental com flúor;

— Quem faz uso de dentaduras deve certificar-se de que o aparelho está bem ajustado à boca e não causando feridas. Ela deve ser limpa diariamente, com auxílio de uma escova de dente. Se possível, diminua o tempo de uso do objeto; nos momentos em que não estiver sendo utilizada, mantenha a dentadura seca ou submersa em água misturada a uma colher de café de água sanitária;

— Mantenha a boca úmida. Além de beber água frequentemente, mascar chicletes sem açúcar e utilizar saliva artificial podem ajudar;

—  Evite o uso de enxaguantes bucais com álcool e de palitos de dente;

— Não consuma bebidas alcoólicas ou produtos derivados do tabaco (cigarro, charuto, cachimbo e fumo para mascar);

— Consulte um dentista regularmente.

 

http://www.tribunahoje.com

Imagens inéditas da cavidade Oral

A Johnson & Johnson, em parceria com a empresa americana Anatomical
Travelogue, produziu um vídeo com imagens inéditas da cavidade bucal,
mostrando, pela primeira vez, o deslocamento das bactérias orais para
o resto do organismo.

A captação dessas imagens reais, macro e microscópicas, só foi
possível graças a uma tecnologia de última geração e câmeras
hipersensíveis capazes de demonstrar didaticamente como a saúde oral
interfere na saúde global do corpo.

Entre no link:

http://www.jnjbrasil.com.br/listerine/default.asp?area=5#param

Invisalign – aparelho invisivel

Muitas pessoas têm o sonho de corrigir seu sorriso e ficar com uma aparência mais bonita. E em vários casos o aparelho é a melhor forma para corrigir a posição dos dentes e proporcionar um tratamento eficaz para o paciente. Mas, nem todos gostam de usar o aparelho e também não ficam confortáveis com as peças de metal, os braquetes, as bandas e os elásticos que ficam na boca.

Uma das técnicas mais recente e mais avançada é a invisalign, que também é conhecida como aparelho invisível. Ela utiliza na utilização de modelos baseados na cópia da boca do paciente, em que são colocadas algumas peças que vão exercer forças sobre os dentes. O grande diferencial está nos alinhadores feito especialmente para cada pessoa.

O invisalign é indicado para pacientes que possuem dentes apinhados ou muito separados. Além de corrigir a posição dentária, ele também ajuda a manter a saúde bucal em dia. E por não apresentar nenhum fio de metal ou braquete, a comida não fica presa e há menos risco da pessoa desenvolver tártaro, acúmulo de placa até mesmo uma doença periodontal.

Os alinhadores do invasilign são feitos sob medida de acordo com a necessidade de cada paciente. Essas peças são invisíveis e por isso a pessoa não sente que está usando aparelho e também não consegue ver nada em sua boca. Para garantir o bom tratamento os pacientes precisam trocar os alinhadores a cada duas semanas e retirá-los na hora das refeições e também nas escovações.
Consultoria: Clinica ImplArt – Estética dental e Implante dentário http://www.clinicaimplart.com.br

Aparelho de transparente de safira

Os dentistas sempre estão em busca de novidades e tecnologias para promover um tratamento mais agradável, rápido e bem feito para seus pacientes. Uma das novas opções no mercado para as pessoas que não querem parecer que utilizam aparelho é o aparelho de safira.

Para ficarem invisíveis, os braquetes são feitos de safira translúcida e com extremidades suavemente arredondadas que permitem uma colocação e uma adaptação fácil. O fio de metal que passa pelos braquetes também é diferente do comum, com uma coloraçãomais próxima da cor dos dentes. Assim, todo o aparelho fica “escondido”.

A tecnologia utilizada nas peças também aumenta a durabilidade com um processo de polimento feito em altas temperaturas que corrige as falhas na superfície deixa o braquete mais forte e reduz o atrito entre o dente e a peça. A cola utilizada também é diferenciada e permite fácil remoção do braquete e sua coloração é removida depois que a peça é colocada na boca.

O aparelho de safira faz a mesma função do aparelho comum com os braquetes e os fios de metal sem o paciente ter a sensação de que está com um aparelho na boca. A qualidade dos materiais e do resultado apresentado no final não se diferencia da técnica comum. Os pacientes devem conversar com seu dentista para saber qual a melhor opção para seu caso.

Consultoria: Clinica ImplArt – Estética dental e Implante dentário http://www.clinicaimplart.com.br

O que é a reabilitação oral

A reabilitação oral consiste em tratamentos de prótese dentária e estética que visam recuperar ou melhorar a saúde bucal do paciente, quando esta se encontra comprometida.
A grande finalidade da reabilitação oral é reestabelecer: Função (mastigação), estética (beleza), saúde (remover infecções). Uma dentição completa e bem articulada evita problemas na mandíbula e no maxilar, que podem se desenvolver em problemas maiores e mais complexos no futuro.

A reabilitação oral envolve um planejamento complexo do caso, normalmente envolvendo múltiplas especialidades como endodontia (canal), periodontia (gengiva), implantodontia (implantes), prótese dentária, dentística (restaurações), estética.

Para realizar esse procedimento o primeiro passo é agendar uma avaliação no dentista e realizar um raio-X panorâmico e avaliar o estado da boca e dos dentes. Em seguida, um molde de gesso é feito para que a arcada dentária seja colocada em um aparelho específico, que vai reproduzir os movimentos naturais durante a mastigação.

A partir dessa avaliação, o dentista vai determinar o que precisa ser feito, implante odontológico, prótese fixa, prótese removível ou prótese total. O processo procura reconstituir a engrenagem anatômica dos dentes, a partir dos movimentos de mastigação para criar uma estética nos dentes, com um sorriso bonito.

Em cada caso será determinado quais exames, avaliações ou testes são necessários, como cada paciente pode ter um problema específico ou vários que afetam diferentes regiões, o dentista vai avaliar o tratamento correto para cada pessoa. A duração do processo pode variar entre semanas a meses, dependendo do grau do problema. Pode ser feito também em day clinic para acelerar o processo.

Consultoria: Clinica ImplArt – Estética dental e Implante dentário http://www.clinicaimplart.com.br

Implante contra a perda óssea

Os implantes dentários são uma boa opção para as pessoas que perderam um ou mais dentes. O procedimento é seguro, rápido e tem um ótimo resultado estético. Antes de começar o tratamento, o dentista vai avaliar a condição dentária do paciente e quanto melhor for essa avaliação mais fácil será o implante.

Muitos pacientes evitam os consultórios e tentam fugir da consultas, o que pode afetar ainda mais o estado dos dentes e o tamanho do tratamento no futuro. No caso dos implantes, quando o paciente espera muito tempo para tirar um dente que não pode ser salvo ou espera muito tempo depois da queda do dente para ir ao dentista pode ter grandes surpresas no futuro.

Ele pode sofrer com a atrofia e com a reabsorção óssea deixando sua boca murcha e sua fala alterada. Além disso, os ossos da região ficam com menos espessura e altura e pode ocorrer o aumento do tamanho do seio maxilar, o que impede a colocação de implante. Nesses casos, o dentista precisa utilizar enxertos ósseos para que a região possa receber o implante.

Apesar do procedimento ser casual para os dentistas, o paciente pode demorar mais tempo para terminar seu tratamento. Em casos em que é possível retirar o dente antes e usar um provisório no lugar é mais fácil ter esse trabalho antes do que esperar a reabsorção óssea para colocar o enxerto e só depois o implante.

A saúde oral pode afetar a gravidez?

Há cada vez mais evidências sugerindo a existência de uma relação entre as enfermidades gengivais e os nascimentos prematuros e de bebês que nascem com peso abaixo do normal. As gestantes portadoras de enfermidades gengivais têm maior propensão a dar à luz a bebês prematuros e abaixo do peso normal.

Outros estudos devem ainda ser feitos para que se estabeleça de que maneira as enfermidades gengivais afetam a gestação. Parece que essas doenças aumentam os níveis dos fluídos biológicos que estimulam o trabalho de parto. Os dados também sugerem que quando uma enfermidade gengival piora durante a gravidez, o risco do bebê nascer prematuro aumenta.

Que posso fazer para garantir uma gravidez saudável?

O melhor conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é ir ao Cirurgião-Dentista e resolver todos os problemas orais, antes de ficar grávida.

Durante a gestação, seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais. Uma higiene oral adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao Cirurgião-Dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação.

Que problemas orais podem ocorrer durante a gravidez?

Os estudos revelam que um grande número de mulheres tem gengivite durante a gravidez, com acúmulo de placa bacteriana que se deposita nos dentes irritando a gengiva.

Mantendo seus dentes sempre limpos, especialmente na região do colo dentário, área em que a gengiva e os dentes se encontram, você pode reduzir significativamente ou até evitar a gengivite durante a gravidez. E além disso, você pode ajudar ainda mais a saúde de seus dentes, substituindo os doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas.

O que posso esperar de uma consulta com o Cirurgião-Dentista durante meu período de gravidez?

Em primeiro lugar, não deixe de informar o Cirurgião-Dentista que você está grávida. É melhor marcar uma consulta entre o quarto e sexto mês de gravidez, porque os três primeiros meses são os mais importantes no desenvolvimento da criança. No último trimestre da gravidez, o estresse associado com a consulta ao Cirurgião-Dentista pode aumentar a incidência de complicações pré-natais.

Na maior parte dos casos, radiografias, anestésicos dentais, medicação contra a dor e antibióticos (especialmente a tetraciclina) não são receitados durante o primeiro trimestre da gravidez, a não ser que sejam absolutamente necessários. Além disso, sentar-se em uma cadeira de Cirurgião-Dentista nos últimos três meses da gestação pode ser algo muito desconfortável. Há também evidências de que as gestantes podem ser mais suscetíveis à náusea. Mas, não se preocupe, pois seu Cirurgião-Dentista está preparado para ajudá-la nesta situação.

Se precisar fazer uma consulta de emergência, avise o consultório, antes de chegar lá, que você está grávida. Informe a respeito de qualquer tensão que estiver sofrendo, abortos naturais anteriores e medicamentos que esteja tomando. Tudo isso pode influenciar a forma pela qual seu Cirurgião-Dentista vai atendê-la e tratá-la. É bem provável que seu Cirurgião-Dentista entre em contato com seu médico, antes de iniciar qualquer tratamento.

Se tiver qualquer dúvida, insista para que seu Cirurgião-Dentista fale com seu médico. E se o Cirurgião-Dentista prescrever qualquer medicamento, não aumente a dosagem recomendada, mesmo no caso de uma simples aspirina.

Fonte: enviada por usuário