Arquivo da tag: exames

Porque fazer a documentação ortodôntica?

Google BookmarksEmailCompartilhar/Favoritos

A documentação ortodôntica é um conjunto de exames que o ortodontista requisita para o paciente antes de iniciar qualquer tratamento ortodôntico, com aparelho fixo ou móvel. Com o material ele terá uma visão total do caso e do que precisa feito para deixar o sorriso e a mordida do paciente em dia.

O pedido normalmente inclui os seguintes exames: radiografias (detalhamento da estrutura bucal), fotografias intra e extra-bucais (para avaliar as alterações existentes), modelos em gesso das arcadas dentárias (cópia das arcadas), análises cefalométricas (mostra valores e medidas das estruturas da face) e de modelos computadorizadas. Ele pode ser incrementando, dependendo do caso de cada paciente, com: telerradiografia e fotos do corpo inteiro.

O dentista vai determinar quais exames são necessários para analisar a situação dos dentes do paciente. Somente a tradicional radiografia panorâmica não é suficiente para ter que o especialista conheça todas as especificidades bucais do paciente e suas necessidades. Ela também é importante como documento de comparação, já que o dentista pode analisar a evolução do tratamento.

Todos os pacientes devem saber que a documentação ortodôntica é sua e não do dentista que fez a requisição. Caso ele queira mudar de ortodontista por motivos de preferência, porque ele vai mudar de cidade ou por outras razões, o paciente tem o direito de levar todos seus exames, incluindo radiografias, moldes, fotos, ou seja, todo o material que foi pedido para a documentação.

Consultoria: Clinica ImplArt – Estética dental e Implante dentário http://www.clinicaimplart.com.br

O que é a reabilitação oral

A reabilitação oral consiste em tratamentos de prótese dentária e estética que visam recuperar ou melhorar a saúde bucal do paciente, quando esta se encontra comprometida.
A grande finalidade da reabilitação oral é reestabelecer: Função (mastigação), estética (beleza), saúde (remover infecções). Uma dentição completa e bem articulada evita problemas na mandíbula e no maxilar, que podem se desenvolver em problemas maiores e mais complexos no futuro.

A reabilitação oral envolve um planejamento complexo do caso, normalmente envolvendo múltiplas especialidades como endodontia (canal), periodontia (gengiva), implantodontia (implantes), prótese dentária, dentística (restaurações), estética.

Para realizar esse procedimento o primeiro passo é agendar uma avaliação no dentista e realizar um raio-X panorâmico e avaliar o estado da boca e dos dentes. Em seguida, um molde de gesso é feito para que a arcada dentária seja colocada em um aparelho específico, que vai reproduzir os movimentos naturais durante a mastigação.

A partir dessa avaliação, o dentista vai determinar o que precisa ser feito, implante odontológico, prótese fixa, prótese removível ou prótese total. O processo procura reconstituir a engrenagem anatômica dos dentes, a partir dos movimentos de mastigação para criar uma estética nos dentes, com um sorriso bonito.

Em cada caso será determinado quais exames, avaliações ou testes são necessários, como cada paciente pode ter um problema específico ou vários que afetam diferentes regiões, o dentista vai avaliar o tratamento correto para cada pessoa. A duração do processo pode variar entre semanas a meses, dependendo do grau do problema. Pode ser feito também em day clinic para acelerar o processo.

Consultoria: Clinica ImplArt – Estética dental e Implante dentário http://www.clinicaimplart.com.br

Documentação ortodôntica

A documentação ortodôntica é um conjunto de exames que o ortodontista requisita para o paciente antes de iniciar qualquer tratamento ortodôntico, com aparelho fixo ou móvel. Com o material ele terá uma visão total do caso e do que precisa feito para deixar o sorriso e a mordida do paciente em dia.

O pedido normalmente inclui os seguintes exames: radiografias (detalhamento da estrutura bucal), fotografias intra e extra-bucais (para avaliar as alterações existentes), modelos em gesso das arcadas dentárias (cópia das arcadas), análises cefalométricas (mostra valores e medidas das estruturas da face) e de modelos computadorizadas. Ele pode ser incrementando, dependendo do caso de cada paciente, com: telerradiografia e fotos do corpo inteiro.

O dentista vai determinar quais exames são necessários para analisar a situação dos dentes do paciente. Somente a tradicional radiografia panorâmica não é suficiente para ter que o especialista conheça todas as especificidades bucais do paciente e suas necessidades. Ela também é importante como documento de comparação, já que o dentista pode analisar a evolução do tratamento.

Todos os pacientes devem saber que a documentação ortodôntica é sua e não do dentista que fez a requisição. Caso ele queira mudar de ortodontista por motivos de preferência, porque ele vai mudar de cidade ou por outras razões, o paciente tem o direito de levar todos seus exames, incluindo radiografias, moldes, fotos, ou seja, todo o material que foi pedido para a documentação.

Planos Odontológicos

Apesar de muitas pessoas não saberem, também é possível ter plano odontológico para realizar um tratamento contínuo com apenas um dentista, ou um que abrange vários tipos de especialistas, com consultas periódicas.
Além disso, o plano odontológico pode ser utilizado para realizar exames, radiografias, documentação ortodôntica e outros documentos necessários para o início de um tratamento. Em alguns casos, todos os procedimentos podem ser cobertos pelo plano ou somente uma parte deles.

Entre as opções disponíveis no mercado estão: Uniodonto, Pro Odonto, Amil Dental, Sul América. As modalidades de cobertura e dentistas que atendem dentro da rede credenciada também depende do plano escolhido, que pode cobrir até emergências em pronto-socorro.

A melhor forma de escolher é avaliar suas necessidades, o valor que pode ser pago e também a rede de dentistas disponível na sua região.